Biografia

Nascido em Cianorte, interior do Paraná, aos 17 de agosto de 1990, Thiago de Oliveira da Silva demonstrou interesse pela música ainda no Colégio (aos 14 anos) ao assistir uma apresentação de um Conservatório Musical. Interesse que o fez buscar por aulas de Guitarra, sempre apoiado por sua avó, que deu de presente sua primeira guitarra e um cubo para o desenvolvimento do estudo. Passados dois anos e tendo uma boa base no instrumento, foi “necessário” aprimorar o canto para acompanhar a melodia, por tanto, em seguida, aula de canto e aos poucos, pela força do Espírito Santo, foi sendo lapidado na medida e no tempo certo.

Em 2007 conheceu a Renovação Carismática Católica, onde não parou mais de frequentar aos grupos de Oração, tendo em seguida começado a cantar e tocar no mesmo, aprendendo aos poucos o sentido do canto, o modo como servir, como devolver a Deus o que havia recebido gratuitamente.

Vendo a necessidade de concretizar seu chamado, após pedir, Deus concedeu-lhe um Nome “Artístico”: THIAGO BRADO.

Brado: Grito, Clamor, Exclamação: “Gritarei ao mundo que existe um Deus que é maior que tudo, clamarei seu Espírito Santo todos os dias e exclamarei em alto e bom som o Amor, através da música.” Enfim, pelo chamado recebido, tem se dedicado dia após dia às suas composições, às produções e demais trabalhos para pôr em prática a sua vocação: Anunciar a Salvação, o Amor e a Vida Nova em Cristo, através da Música.

Agora não mais em 3ª, mas em 1ª Pessoa eu digo querido (a), se hoje Canto à Glória do Senhor, é porque antes que eu me percebesse Filho de Deus e Servo do seu Reino, fui alcançado Por um Amor tão grande e forte, e mais; REAL, que seria para mim o relento, a solidão, a dor mais amarga se acaso dissesse “Não” a tudo que Ele me tem confiado e proporcionado. Como seria possível renegar o Sonho de Deus pra mim? E como renegar o meu Sonho? Dois sonhadores: O mais “coruja”: Deus, o mais confiante NEle: Thiago Brado.

“A razão do meu canto, é cantar o que o Senhor quiser que eu cante, harmonizando minha voz com a voz de Deus, meus acordes com os acordes dos anjos, senão isso, DE NADA VALE MEU CANTO.” Nisso se resume Thiago Brado.